Anotações & Informações | Fim pág | Voltar |

Alguns compostos inorgânicos III

| Índice do grupo | Página anterior | Próxima página |

Dióxido de silício | Hidróxido de cálcio | Hidróxido de magnésio | Hidróxido de níquel | Hidróxido de sódio | Hipoclorito de sódio | Monóxido de carbono | Nitrato de cálcio tetraidratado |

Dióxido de silício SiO2 (sílica)

(Topo | Fim pág)

É um dos óxidos mais abundantes na crosta terrestre. Ocorre na forma de pedra, areia, quartzo, etc. Sílica fundida é produzida em fornos de arco, de plasma ou outros tipos. Pode ter pureza de até 99,9% SiO2. Usada extensivamente na indústria eletrônica. É matéria-prima básica para a produção de vidro. Misturada com cal e carbonato sódio, produz os vidros comuns para janelas, garrafas, lâmpadas, etc (a maior parte dos vidros planos são fabricados pela deposição em uma cuba com estanho fundido sob atmosfera controlada). Com óxido de boro, produz vidros resistentes a altas temperaturas e choques térmicos, muitas vezes conhecidos pelo nome comercial pirex. A sílica fundida de alta pureza pode, por si, ser usada para vidros de alta resistência térmica e mecânica (empregados em naves espaciais). A areia é usada como agregado na construção civil. Também na indústria de fundição, refratários, etc. O quartzo tem propriedades piezelétricas e, por isso, empregado em componentes eletrônicos que fazem uso desse fenômeno.

Algumas propriedades do quartzo: massa específica 2650 kg/m3 | ponto de fusão 1830 °C | condutividade térmica 1,3 W/(m K) | coeficiente de expansão térmica 1,23 × 10−5 1/K | resistência à compressão 2070 MPa | coeficiente de Poison 0,17 | módulo de elasticidade 70 MPa | resistividade 1012 a 1016 Ω m | permissividade 3,8 a 5,4 | capacidade dielétrica 15 a 25 kV/mm.

Algumas propriedades da sílica fundida: massa específica 2200 kg/m3 | ponto de fusão 1830 °C | condutividade térmica 1,4 W/(m K) | coeficiente de expansão térmica 0,04 × 10−5 1/K | calor específico 740 J/(kg K) | resistência à compressão 700 a 1400 MPa | coeficiente de Poison 0,165 | módulo de elasticidade 73 MPa | resistividade >1018 Ω m | permissividade 3,8 | capacidade dielétrica 15 a 40 kV/mm.


Hidróxido de cálcio Ca(OH)2

(Topo | Fim pág)

Sólido branco, inodoro. Produzido pela reação do óxido de cálcio com água. Algumas vezes chamado de cal extinta ou cal hidratada. É decomposto pelo aquecimento, resultando o óxido. A solução aquosa é uma base relativamente forte e reage violentamente com ácidos. Reage também com dióxido de carbono para formar carbonato de cálcio, podendo ser usado para detectar a presença do dióxido de carbono em uma mistura de gases.

Algumas aplicações: em medicina para tratar queimaduras com ácidos e como antiácido. Argamassas, tintas e asfaltos para construção civil. Refino de açúcar. Correção de acidez de solos. Tratamento de água e de efluentes. Aditivo para vários processos químicos.

Massa específica: 2240 kg/m3. Temperatura de fusão: 580 °C. Solubilidade: 0,185 g em 100 g de água.


Hidróxido de magnésio Mg(OH)2

(Topo | Fim pág)

Pó branco, levemente solúvel em água. O composto libera seus 31% de água se aquecido acima de 325 °C. Isso provoca o resfriamento e age como uma barreira contra o oxigênio, impedindo ou retardando a combustão. A ação do vapor d'água nos gases de combustão também produz o efeito de redução de fumaça.

Usado no refino de açúcar, na preparação de magnésio metálico, na indústria de celulose. Também como aditivo retardante de chama e supressor de fumaça para plásticos e espumas. Na medicina, em forma de suspensão (leite de magnésia), como antiácido e laxante.

Encontrado naturalmente no mineral brucita ou preparado pela reação do sulfato ou cloreto de magnésio com hidróxido de sódio.

Massa específica: 2360 kg/m3. Ponto de fusão: 350 °C (decompõe). pH: 9,5-10,5 (suspensão aquosa).


Hidróxido de níquel Ni(OH)2

(Topo | Fim pág)

Pó esverdeado, insolúvel em água, não inflamável, estável em condições normais.

Usado em baterias recarregáveis.

Massa específica: 4150 kg/m3. Ponto de fusão: 230 °C (decompõe).


Hidróxido de sódio NaOH

(Topo | Fim pág)

Sólido incolor a branco, que absorve umidade do ar. Não é combustível. O contato com a água pode gerar calor suficiente para provocar ignição de materiais combustíveis.

Também conhecido por soda cáustica, é uma base forte, usada na fabricação de papéis, têxteis, sabões e detergentes, etc. Tem uso doméstico, para desobstruir tubulações. Mas é perigoso, podendo causar queimaduras ou cegueira. Deve ser manuseado com cuidados e proteções.

É preparado pela eletrólise de solução aquosa de cloreto de sódio, ou seja, um subproduto da produção de cloro. Em outras épocas, era produzido de forma impura pela reação da cinza de madeira com água por longo período (para fabricar sabão).

Massa específica: 2100 kg/m3. Ponto de fusão: 318 °C. Ponto de ebulição: 1390 °C. Solubilidade: 111% em água a 20 °C.


Hipoclorito de sódio NaClO

(Topo | Fim pág)

Normalmente fornecido em solução aquosa, em geral 12% de concentração. Líquido de aparência clara a amarelada, com odor de cloro. Não inflamável. É lentamente decomposto pelo contato com o ar, liberando o cloro gasoso.

É um poderoso oxidante e desinfetante, usado para branquear papéis e têxteis, tratamento de água, produção de outros compostos, etc. Tem uso doméstico para limpeza e desinfecção. É corrosivo e causa danos à pelo e aos olhos. Deve ser manuseado com cuidado.

Preparado pela reação da soda cáustica diluída com cloro gasoso, acompanhada de resfriamento:

$$\ce{Cl2 + 2NaOH -> NaClO + NaCl + H2O + calor}$$

Propriedades a 12%: Massa específica 1165 kg/m3 | ponto de ebulição 101 °C | pH 12 a 13.


Monóxido de carbono CO

(Topo | Fim pág)

Gás incolor, inodoro, inflamável e altamente tóxico. A toxicidade é devida à afinidade com os átomos de ferro da hemoglobina, fazendo-a incapaz de liberar oxigênio. Dependendo do nível de intoxicação, provoca inconsciência, danos cerebrais e a morte. A combustão incompleta de hidrocarbonetos produz monóxido de carbono. Motores de automóveis o emitem porque a velocidade do processo não permite uma queima total da mistura e por outros fatores. Assim, funcionar motores em garagens fechadas é uma prática perigosa.

No século 19, foi usado como gás para iluminação e aquecimento. Era produzido pela passagem de vapor d'água sobre carvão em brasa, resultando numa mistura de monóxido de carbono e hidrogênio. Atualmente, junto com hidrogênio, é produzido em larga escala pela indústria, em processamentos de hidrocarbonetos.

Algumas aplicações: produção de compostos intermediários, como ácido acético, isocianatos, ácido fórmico, policarbonatos, poliuretanas, etc.

O níquel se combina com o monóxido de carbono para formar a tetracarbonila, Ni(CO)4. É um líquido volátil, incolor, tóxico. Com moderado aquecimento, é decomposto em níquel e monóxido de carbono. Isso é a base do processo Mond para purificar níquel.

Massa específica: 788,6 kg/m3 (líquido a 1 atm e no ponto de ebulição), 1,184 kg/m3 (gás a 1 atm e 15 °C). Temperatura de ebulição a 1 atm: −191,6 °C. Temperatura e pressão críticas: −140,3 °C e 34,987 bar. Temperatura e pressão do ponto tríplice: −205,1 °C e 0,1535 bar. Calor específico a pressão constante (1 atm e 15,6 °C): 0,029 kJ/(mol K). Calor específico a volume constante (1 atm e 15,6 °C): 0,02 kJ/(mol K). Viscosidade a 1 atm e 0 °C: 0,0001662 Poise. Condutividade térmica a 1 atm e 0 °C: 23,027 mW/(m K). Solubilidade em água a 1 atm e 0 °C: 0,0035 m3 em 1 m3 de água. Temperatura de auto-ignição: 605 °C.


Nitrato de cálcio tetraidratado Ca(NO3)2.4H2O

(Topo | Fim pág)

Sólido cristalino branco, instável, solúvel em água. Usado como fertilizante nitrogenado, inibidor de corrosão para óleo diesel. Também em explosivos.

Preparado pela reação do ácido nítrico com carbonato de cálcio. A forma anidra é obtida pelo aquecimento.

Massa específica: 1860 kg/m3. Ponto de fusão: 44 °C. Ponto de ebulição: 132 °C. Solubilidade: 121 g em 100 g de água.
Referências
Pesquisa na Internet em 12/2007 (fontes não anotadas).

Topo | Rev: Mai/2018